youtube instagram facebook tiktok
Piauí, 22 de abril de 2024
Reportagens Especiais

Padre que passou em medicina se despede do Piauí e pede que fieis não parem de estudar

Ao concluir o curso, entrará para a história como o primeiro médico padre do Piauí.


Quando fez o curso em Roma sobre exorcismo, há cerca de dois anos, o padre piauiense Raimundo Nonato do Rego Neto, 41 anos, tomou uma decisão que iria mudar sua vida. Faria o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para tentar o curso de medicina e realizar um sonho antigo. Abriu mão de várias coisas, voltou para sala de aula e com muita determinação conseguiu a aprovação. Nesta sexta-feira (23), o padre Neto se muda para Campinas, em São Paulo, para fazer o curso de medicina, um dos mais disputados do País. Ao concluir o curso, entrará para a história como o primeiro médico padre do Piauí. 

A despedida do padre virou uma comoção em Teresina. Um pároco bastante querido, ele é uma referência principalmente entre os jovens e idosos. Fundador da comunidade católica ORE (Orando em Resgate da Espiritualidade), no bairro Mocambinho, padre Neto é pároco da igreja Nossa Senhora das Candeiras, no bairro Morros e acompanha o grupo Filhos de Nossa Senhora, na igreja do Cristo Rei.

Para conseguir a vaga, o padre Neto teve que dividir seu tempo entre a igreja e a escola. Assistia aula das 7h às 12h30 em colégio particular. Ele informou que estudava cerca de 3 a 4 horas por dia, geralmente de madrugada, e chegou a contratar uma professora de redação.

Seus pais são da cidade de Barras, mas ele  foi criado em Teresina, no bairro Mocambinho. Padre Neto fez o seminário e admite: “sempre ficou dentro de mim aquele desejo de um dia ser também médico”.

Ele disse que essa vontade de ser médico cresceu também quando fazia escuta, acolhimento e orações para as pessoas com síndrome de pânico, depressão, com ideação ao suicídio e outros problemas de saúde mental. 

“O curso em exorcismo em Roma abriu muitas portas para mim. Todos os mestres, catedráticos eram padres, doutores, PhD e pesquisadores em medicina. E vi que havia possibilidade e comecei a pesquisar e vi que no Brasil sempre teve dentro da igreja a área médica”.

Como conseguiu transferência para Campinas, o padre Neto fará o curso de medicina durante a semana e no final de semana ajudará a paróquia de Campinas. 

“É um grande desafio. Estou indo com licença que me garante a possibilidade de celebrar missa onde residir, no caso, Campinas onde vou cursar medicina”. 

Ele vai estudar na Universidade Paulista, que é privada, e ficará em alojamento católico. Ele disse que conseguiu financiamento do Fies que ajudará a fazer o curso. 

“A semana estarei na universidade e no final de semana celebrando a missa”. 

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com

Não parem de estudar

Para conseguir aprovação no curso, o padre teve que mudar sua rotina. Durante entrevista, ele recomendou que os piauienses não parassem de estudar.

“Com estudo você vai onde quiser. Abre novos horizontes e meu desejo é ajudar. Tive que me adaptar, escrevia redação e trazendo as coisas para a vida. Às vezes ia fazer minha pregação e eu escrevia a redação, que já era a pregação. Muitas portas estão se abrindo, muita gente ajudando. Eu creio para nós do Piauí que a gente se dedicasse mais a estudar. 

Quer se especializar em psiquiatria

Devido a sua atuação atendendo pessoas com problemas de saúde mental, ele disse que quer se especializar em psiquiatria. No entanto, disse que pode também trabalhar com crianças na área de pediatria. 

Dê sua opinião: